Visit http://www.esabna.com/ for more information about our products.

Glossário de termos ambientais

Print Print

Um A-Z do ambiente

Alumínio (Al)
O Alumínio é um dos principais componentes da maioria das rochas comuns. O aumento na acidificação do solo libera o Alumínio, que é levado para os rios e depois para lagos e para o mar, onde tem um efeito negativo na capacidade reprodutiva de pássaros e peixes. O metal Alumínio é feito a partir do mineral Bauxita. Sua produção consome uma quantidade enorme de energia mas, ao mesmo tempo, o Alumínio pode facilmente ser reciclado diversas vezes.

Curiosidades sobre o alumínio: A energia poupada na reciclagem de uma latinha de alumínio daria para manter uma TV ligada por 3 horas. O tempo médio para o retorno de uma latinha de alumínio é de 30 dias após sua fabricação.

Aterro
No Brasil, grande parte do lixo domiciliar coletado é disposta em aterros, que podemos definir como a disposição ou aterramento do lixo no solo, e podem ser dos tipos: aterro sanitário, aterro controlado e lixão (vazadouro).

O aterro sanitário é um processo onde o lixo é enterrado sob uma camada de material inerte. Para que isso ocorra sem maiores danos ao meio ambiente é necessário que na construção do mesmo ocorram preparações para a impermeabilização do solo. São também instaladas tubulações para a drenagem de líquidos percolados (proveniente da decomposição de matéria orgânica), que são enviados a uma lagoa de tratamento. Os gases provenientes da decomposição são queimados ou reaproveitados como forma de energia.

O aterro controlado possui um processo similar ao do aterro sanitário, porém não possui sistema de impermeabilização do solo e nem sistema de coleta de líquidos, correndo o risco de contaminar águas subterrâneas e aumentando a acidez do solo.

Lixão é o sistema de disposição de lixo a céu aberto sem nenhuma preocupação com meio ambiente ou a saúde publica.

Atualmente a distribuição de destinação de lixo no Brasil é a seguinte:
Lixão: 72%
Aterro controlado: 22%
Aterro sanitário: 17%
Outros: 24%
Fonte IBGE – Pesquisa Nacional de Saneamento Básico - Ano: 2000

Auditoria ambiental
É uma avaliação sistemática para assegurar que o sistema de gestão ambiental de uma companhia esteja em funcionamento e que os programas ambientais sejam administrados de acordo com a lei e com os padrões internos satisfatórios. Durante a auditoria são avaliados: o efeito das atividades da empresa no ambiente externo; o modo como a organização lida com as questões ambientais; e a documentação necessária para guiar e controlar os programas ambientais.

Biodiversidade
O nome biodiversidade é proveniente do grego “bio” que quer dizer “vida”.

Como podemos inferir, biodiversidade ou diversidade biológica são as diferentes formas de vida (fauna, flora, microorganismos, fungos), habitat, ecossistemas e funções biológicas existentes no planeta Terra. O Brasil é o país que possui 20% das espécies conhecidas no mundo, por este fato ele é chamado de “País da Megadiversidade”, grande parte concentra-se na Amazônia.
A biodiversidade está ameaçada pela poluição e pela expansão industrial e agrícola. Acredita-se que caso não ocorra um declínio na taxa poluição, em 30 anos estarão extintos cerca de 5 a 10% das espécies que habitam o planeta.

Curiosidades sobre a Biodiversidade: Atualmente estima-se que o planeta possua entre 10 a 50 milhões de espécies diferentes, mas até o momento só foram catalogadas 1,5 milhões de espécies.

Biocombustível
O nome Biocombustível designa combustíveis originados das plantas (biomassa). Isto pode incluir desde a madeira e palhas até biocombustíveis refinados como o álcool e o biodiesel. Biocombustíveis são energia solar convertida: as plantas transformam a energia solar em energia química na forma de açúcar. Biocombustíveis são renováveis porque podem ser recriados em um tempo relativamente curto após seu uso, desde que nós não consumamos mais do que somos capazes de produzir. O desmatamento acelerado tem um efeito negativo na biodiversidade.
O biodiesel é um combustível de queima limpa, e pode ser produzido a partir de vegetais tais como a mamona, girassol, algodão, amendoim. Reduz em 78% a emissão de monóxido de carbono (CO2) e cerca de 98% de enxofre. É totalmente aproveitado; as sobras da extração do óleo, chamadas de torta ou farelo, servem como alimento para os animais ou como adubo ecológico para as plantações. Atualmente, no Brasil o biodiesel está sendo comercializado ao grande público, pois o mesmo está sendo misturado ao diesel comum.

Curiosidades sobre o Biocombustível: O biodiesel aumenta a vida útil dos motores por ter melhores propriedades lubrificantes se comparado com os óleos derivados de petróleo.

Biótopo
Um biótopo é o tipo especial de natureza na qual espécies de plantas ou animais vivem e são dependentes. Um biótopo pode ser uma floresta montanhosa, a extremidade de um fosso, florestas perto das montanhas ou outro tipo de natureza com características especiais. Quando o biótopo muda, as condições de vida para os indivíduos que o habitam também se altera. Muitos biótopos são alterados através da intervenção humana, como, por exemplo, a redução das florestas, drenagem ou eutroficação.

Cádmio (Cd)
O Cádmio é facilmente absorvido pelo corpo, e pelo fígado e rins em particular. A acidificação dos solos aumenta a concentração do Cádmio nos lagos e no mar. No futuro, o envenenamento crônico pelo Cádmio poderá ser substancial, principalmente como resultado do uso intensivo de fertilizantes. O Cádmio remove o Zinco, um metal necessário ao funcionamento do corpo humano. Como resultado de sua toxicidade é importante que o uso do Cádmio seja totalmente eliminado.
A intoxicação pelo cádmio pode ocorrer pela ingestão de alimentos e líquidos ou por vias áreas. Alguns alimentos têm a capacidade de armazenar o cádmio que retira da terra, mas não causa danos sérios a saúde por ser uma dose inexpressiva. A contaminação da água pode ocorrer pelo tratamento submetido, fonte ou caso a tubulação tenha em sua constituição este metal pesado.
Os fumantes são mais afetados pela toxidade do cádmio, pois o cigarro possui tal elemento. Um fumante que consome um maço de cigarros ao dia tem duas vezes mais cádmio na corrente sanguínea do que um não fumante.

Camada de ozônio (O3)
Uma camada fina de ozônio que fornece proteção contra a radiação solar UV, fica na estratosfera a uma altura de 25 km. O Ozônio consiste de três moléculas de Oxigênio que se quebram para formar Oxigênio (com dois átomos de Oxigênio) e então formam o Ozônio novamente. O aumento atual na ocorrência de câncer de pele pode ser em parte devido à depleção da camada de Ozônio. Nos últimos anos, ela desapareceu temporariamente em certas áreas - principalmente ao redor dos Pólos, devido às moléculas de Ozônio serem quebradas por gases naturais como Metano e Óxido Nitroso, e pelos compostos de Cloro e Bromo (CFC, HCFC e halógenos).

Chumbo (Pb)
O Chumbo é um metal pesado, maleável, antecorrosivo, tóxico, e de baixa condutividade elétrica, possuindo cor acinzentada. O chumbo é utilizado como aditivo na gasolina, que caracteriza na fonte principal fonte de emissão de chumbo, mas no Brasil deixou de ser usado a partir de 1978. Também é usado em cabos elétricos, para a proteção para a radiação de aparelhos de raios-X, para materiais que terão contato com ácidos, e como um aditivo em pintura.
A excreção do Chumbo é muito lenta, resultando numa permanecia prolongada do produto no corpo. Entre outros efeitos, o Chumbo interfere na formação da hemoglobina, que é necessária para a oxigenação do sangue. O Chumbo é um dos metais pesados tóxicos que devemos deixar de usar se desejamos melhorar a qualidade do nosso ambiente no longo prazo.

Ciclo
O meio ambiente é composto de vários ciclos, sendo o mais básico deles o ciclo que envolve as plantas produzindo oxigênio e açúcar a partir do dióxido de carbono e da água através da fotossíntese. Os animais usam os nutrientes ao comer as plantas e outros animais. Nas células dos animais, o açúcar e o oxigênio é transformado em energia, dióxido de carbono e água. O ciclo se encerra quando as plantas absorvem novamente o dióxido de carbono e a água. Em um ciclo, todos os produtos residuais de um processo são reutilizados e nenhum lixo inútil é descartado. Para criar um ciclo no processo industrial, todos os produtos residuais devem ser reutilizados, de forma que nenhum lixo seja produzido.

Clorofluorcarbono (CFC)
Os Clorofluorcarbonos são gases sintéticos que são compostos por cloro, carbono, flúor e nitrogênio, freqüentemente conhecidos como CFC. O CFC é usado para possibilitar a troca de calor em congeladores, refrigeradores, sistemas condicionadores de ar, sendo utilizado também na produção de plástico e espuma e na limpeza equipamentos eletrônicos.
O CFC é um dos principais destruidores da camada de ozônio na estratosfera, assim aumentando significativamente a incidência de radiação ultravioleta proveniente do Sol, prejudicial à vida na Terra. Além disso, o CFC é um gás agressivo do “efeito estufa” e existe a suspeita de ser responsável por alterações no DNA.
O HCFC (hidroclorofluorcarboneto) é normalmente conhecido como "CFC brando", uma vez que não tem um efeito tão prejudicial à camada de ozônio. Outra opção ao uso do CFC é o HCF (hidrofluorcarboneto), que não agride a camada de ozônio, além de contribuir em menor intensidade para o aumento no aquecimento global.

Cobre (Cu)
Um elemento importante para seres humanos, embora nós só precisemos de concentrações mínimas. O Cobre, por exemplo, é encontrado em várias enzimas importantes. Os sais de cobre têm um efeito negativo em algas, rompendo a fotossíntese e a fixação de nitrogênio. Níveis elevados de cobre têm sido encontrados em solos com elevada acidez.

Combustíveis fósseis
Os combustíveis fósseis são formados por plantas e restos de plantas que foram recobertos pela crosta terrestre há milhões de anos, e se transformaram em material fóssil (carvão, gás e petróleo). Combustíveis fósseis são um exemplo de recursos naturais não-renováveis. Quando os combustíveis fósseis são queimados é produzido, entre outros componentes, o dióxido de carbono. Como este carbono não é parte natural do ciclo biológico, a atmosfera recebe uma quantidade adicional de dióxido de carbono que provoca o aquecimento global. No processo de queima de combustíveis fósseis são geradas outras substâncias, como o enxofre e metais pesados, aumentando o seu nível de concentração na natureza.

Compostagem
Compostagem é um processo que ocorre quando plantas e restos de comida, em um ambiente rico em oxigênio, se transforma em um tipo de solo chamado húmus. O húmus pode ser usado como adubo em parques, jardins e na agricultura. A compostagem em larga escala requer que o lixo seja devidamente separado, para evitar altas concentrações de metais pesados no húmus produzido.

Compostos Orgânicos Voláteis (VOC)
São materiais compostos por Carbono, Nitrogênio, Cloro e outros átomos que podem produzir gases com facilidade. Os solventes orgânicos que são usados na indústria e em casa são exemplos de VOCs. Eles ajudam a produzir o Ozônio ao nível do solo e a poluição atmosférica.

CO2 (veja Dióxido de Carbono)

Cromo (Cr)
O Cromo ocorre em duas formas: trivalente e hexavalente. O Cromo trivalente é tanto prejudicial à saúde como um agente alérgico. O Cromo hexavalente é suspeito de causar o câncer e também é prejudicial à saúde e agente alérgico (quando inalado). É importante lembrar que o Cromo, que é extraído das minas nunca desaparece, permanecendo sempre no ecosistema de alguma forma. Ele pode, por exemplo, contaminar os lençóis freáticos e os rios, contaminando os peixes que comemos.

DDT (Dicloro Difenil Tricloroetano)
É um inseticida altamente perigoso para o ambiente e tóxico, que é proibido em muitos países. Foi desenvolvido após a segunda guerra mundial, para combater mosquitos vetores da malária e tifo. Para maiores informações, veja PCB, que possui propriedades similares.

Desenvolvimento Sustentável
"É aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de sobrevivência das gerações futuras".

O desenvolvimento sustentável visa a harmonia entre as pessoas, e entre os seres humanos e o meio ambiente. Este termo surgiu no período de 1983 a 1987, resultado do trabalho da Comissão de Brundtland, esta foi formada pela ONU, esta comissão se reuniu para decidir alguns fatos importantes como: limitação do crescimento populacional, preservação da biodiversidade e dos ecossistemas, diminuição do consumo de energia, a comunidade internacional deve proteger os ecossistemas, guerras devem ser banidas.

Dióxido de Carbono (CO2)
Também conhecido como anidrido carbônico, tem sua formula constituída por um átomo de carbono e dois átomos de oxigênio. É resultante da respiração dos animais e emitido pela queima de vários combustíveis fosseis. Gás primordial na fotossíntese, o que faz com que as plantas sejam as principais fontes de absorção deste gás.
O efeito estufa (processo de aquecimento global) é regulado pelo anidrido carbônico, que cria uma camada na atmosfera que mantém o calor absorvido pela Terra. Sem ele o planeta refletiria todo o calor e não teríamos a biodiversidade que conhecemos hoje. Com a crescente expansão industrial e agrícola a emissão de CO2 está cada vez maior, aumentando a camada natural que se forma ao redor da Terra, sendo a principal causa d o aumento do aquecimento global.

Dioxina
Dioxina é o nome genérico para certos compostos de cloro orgânico. Existem cerca de 210 tipos diferentes, sendo a substância mais tóxica já criada pelo ser humano. Foi muito utilizada com arma química na guerra do Vietnã, quando os americanos usaram o desfolhante laranja.
A dioxina pode gerar doenças no sistema imunológico, câncer e tetragenia (doença que causa má formação do feto como, por exemplo, falta de lábios, nariz e cérebro). Pode ser encontrada na queima de alguns tipos de plástico, como o PVC, e também é utilizado em larga escala, na produção de papel branco, para o clareamento da celulose.

Ecologia
“Pela palavra ecologia, queremos designar o conjunto de conhecimentos relacionados com a economia da natureza - a investigação de todas as relações entre o animal e seu ambiente orgânico e inorgânico, incluindo suas relações, amistosas ou não, com as plantas e animais que tenham com ele contato direto ou indireto, - numa palavra, ecologia é o estudo das complexas inter-relações, chamadas por Darwin de condições da luta pela vida”. Definição de ecologia pelo estudioso Ernest Haeckel, em 1870.

EMAS (Eco Management and Audit Scheme)
É uma regulamentação voluntária no âmbito da União Européia relacionada ao gerenciamento ecológico e auditorias ambientais nas empresas. A EMAS foi desenvolvida para ajudar às empresas a tratar os problemas ambientais de uma maneira sistemática, e é similar às normas de qualidade ISO 9000 no tocante aos métodos de trabalho. Existe, ainda, um outro sistema de gerenciamento ambiental conhecido como ISO 14001. De acordo com a EMAS, as empresas devem desenvolver uma política ambiental, um programa ambiental e um programa de gerenciamento ambiental. As empresas devem, ainda, divulgar publicamente o resultado de sues programa ambientais através de um chamado Relatório Ambiental. Veja Sistema de Gestão Ambiental.

Energia
A Energia não pode ser destruída, apenas convertida de uma forma para outra. As fontes de energia podem ser divididas em: energia solar, combustíveis fósseis e energia nuclear.
A energia solar é utilizada diretamente no aquecimento de água de casas e estabelecimentos comerciais, além de ser usada para a geração de energia elétrica através de células fotovoltaicas. Os biocombustíveis permitem o aproveitamento da energia solar armazenada pelas plantas através da fotossíntese. São também consideradas fontes de energia solar o vento e a água. Os combustíveis fósseis são o carvão, o petróleo e o gás natural. A energia nuclear é proveniente do processo de fisão de certos materiais radioativos, como o urânio.

Energia Eólica
A geração eólica de energia elétrica aproveita a velocidade do vento para tocar moinhos que estão ligados a geradores para a produção de energia elétrica. É uma fonte de energia promissora, pois não polui e é proveniente de fonte renovável de energia, embora a baixa capacidade elétrica dos geradores eólicos atuais seja um problema ainda a ser resolvido.

Energia Hidroelétrica
A geração hidráulica de energia elétrica é feita através de quedas d’água, marés ou da vazão dos rios, que giram uma turbina que por sua vez acionará um gerador elétrico. É possível normalmente  em paises que possuem rios caudalosos, como o Brasil, que só perde para o Canadá e Estados Unidos em potencial hidráulico. Apesar de grande quantidade de energia gerada, a energia hidrelétrica causa grandes danos ao meio ambiente, devido as grandes áreas de alagamento necessário para a construção de represas.

Energia Nuclear
A energia nuclear é uma forma relativamente nova de energia que utiliza a força que mantém dois átomos unidos. A sua separação produz energia, que chamamos energia nuclear. O Urânio, uma substância radioativa, é normalmente usado para este objetivo, produz outros elementos radioativos quando é separado. Os principais problemas relativos à energia nuclear são a manipulação e as emissões radioativas. Por causa dos efeitos desastrosos que estas substâncias tem sobre os organismos vivos (as moléculas nas células são modificadas, assim produzindo diferentes efeitos como câncer e defeitos genéticos), a energia nuclear é estritamente controlada na maioria dos países. A maior parte das emissões de substâncias radioativas ocorreu em conexão com falhas e desastres. Outra ameaça advinda da energia nuclear é que o reprocessamento do lixo nuclear gera Plutônio, que é usado na construção de armas nucleares.

Energia renovável
Os tipos renováveis de energia incluem a energia solar, a energia eólica e a energia hidroelétrica, além dos diferentes tipos de biocombustível. A natureza básica da energia renovável é que ela pode ser recriada dentro de um período de tempo razoável, com a exceção do Sol que constantemente gera energia (desconsiderando o fato de que o Sol irá, eventualmente, desaparecer dentro de alguns milhões de anos)

Energia Termoelétrica
A geração térmica de energia elétrica é normalmente feita pela queima de combustíveis fosseis, e consiste no aquecimento de água até o estado de vapor, que é responsável pelo acionamento de uma turbina que está ligada a um gerador de energia elétrica. Este tipo de geração é altamente poluidor, por emitir gases que são responsáveis pelo aquecimento global e pelas chuvas ácidas.

Economia ambiental
Consiste em uma parte da economia que procura integrar a abordagem econômica com a abordagem ecológica. Em resumo, a economia ambiental é uma tentativa de mensurar o custo ambiental oculto, que a economia tradicional não considera.

Etanol
Também conhecido com álcool etílico, é obtido através da fermentação do açúcar. Pode ser encontrado nas bebidas, como o vinho e a cerveja, e também utilizado como combustível para motores a explosão.
O mercado de álcool combustível está em ascensão no Brasil, impulsionado principalmente pela industria automobilística, que atualmente produz carros que tem a capacidade de uso de gasolina ou álcool.

Enxofre (S)
Quando um combustível contaminado com Enxofre, como o carvão e o petróleo, é queimado, ele forma dióxido de Enxofre. Na atmosfera, ele é transformado em ácido sulfúrico, o que é uma das maiores causas da acidificação do solo e da água. Ao mesmo tempo, o Enxofre é uma substância vital, em pequenas quantidades, para os organismos vivos.

Ferro (Fe)
O Ferro é um metal maleável e tenaz, possuindo coloração cinza prateada, sendo o elemento mais abundante no planeta. O aço é o principal produto do Ferro, sendo produzido através do acréscimo de carbono ao ferro gusa. Pela facilidade de industrialização e pela alta gama de tratamentos superficiais disponíveis, o aço é altamente utilizado nos mais diversos ramos.
O Ferro também é vital para seres humanos. Por exemplo, o Ferro em células vermelhas ajuda a aglutinar o oxigênio no sangue. Alguns efeitos negativos podem ser criados pelas partículas ferro-óxido, proveniente da fumaça de indústrias de processamento de Ferro, que podem produzir uma forma benigna de pneumoconiose, aumentado o risco de câncer do pulmão.

Fósforo (P)
É um não-metal, geralmente incolor, mas também pode ser encontrado nas cores vermelho e branco. Entra facilmente em combustão em contato com o oxigênio e, por isso, é armazenado debaixo de água. Junto com Nitrogênio, o Fósforo é um dos nutrientes mais importantes e vital a todos os animais vivos e plantas. A maioria do Fósforo que chega ao mar e lagos vem da lixiviação nas florestas e terras agrícolas, onde fertilizantes artificiais são usados, e de estações de tratamento. Um grande fornecimento não natural de Fósforo leva a "eutroficação (superfertilização)".

Fotossíntese
Um processo pelo qual as plantas transformam a energia solar em energia na forma de açúcar, usando Dióxido de Carbono e água, tendo o Oxigênio como subproduto. Durante este processo, as plantas aglutinam o Dióxido de Carbono causador do efeito estufa. As células verdes das plantas são as construtoras mestras da Natureza e a fotossíntese é a base do ciclo ecológico e da vida na terra.

Gás natural
É um combustível fóssil derivado de materiais orgânicos encrustados na crosta terrestre há milhares de anos, e que atualmente pode ser extraído de rochas porosas. É composto por gases inorgânicos e hidrocarbonetos. É inodoro e incolor, é gasoso em temperatura e pressão ambiente.
Utilizado como combustível para motores de combustão interna, sua principal vantagem é gerar menor impacto sobre o meio ambiente, pois a sua queima é mais limpa, não produzindo enxofre e nem dióxido de carbono. Em certos casos o gás natural pode ser substituído pelo biogás, que é uma fonte renovável de energia.

Gasolina
Um combustível fóssil feito a partir do chamado óleo cru. Quando queimada, a gasolina gera a emissão de dióxido de Carbono (CO2), hidrocarbonetos (HC) e Óxido de Nitrogênio (NOx), entre outros. A queima da gasolina também contribui para o aquecimento global, para a acidificação e eutroficação. Os conversores catalíticos (catalizadores) reduzem a emissão de hidrocarbonetos e Óxidos de Nitrogênio, mas não de Dióxido de Carbono.

ISO 14001
É uma norma internacional de padronização que especifica os requisitos de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA). A finalidade desta norma é equilibrar a proteção ambiental e a prevenção de poluição com as necessidades econômicas. O objetivo é o controle e a melhoria ambiental, buscando a satisfação das partes interessadas

Lâmpadas de baixo consumo de energia
A energia usada com iluminação corresponde de 10 a 15% do consumo de energia total, por isso a utilização de lâmpadas de baixo consumo é excelente medida para economia de energia. A lâmpada de baixo consumo produz a mesma quantia de luz de uma lâmpada normal, mas consome entre 5-6 vezes menos energia. Seu tempo de vida útil é entre 8-10 vezes mais que uma lâmpada normal de padrão correspondente.
No entanto, essas lâmpadas não trazem somente benefícios: elas contêm em sua composição vários tipos de elementos perigosos, incluindo o mercúrio, que é usado à razão de 10 mg por lâmpada. O descarte das lâmpadas usadas em aterros sanitários ou em lixões ocasiona o vazamento do mercúrio no solo, onde pode penetrar e contaminar águas subterrâneas, causando um grande impacto ambiental e até mesmo intoxicação para quem utiliza a água para o consumo.

Mercúrio (Hg)
O Mercúrio tem características técnicas únicas: seu ponto de fusão é de 39°C, podendo vaporizar a 20°C, mesmo que seu ponto de ebulição seja de 375°C. O Mercúrio em forma metálica não afeta o ambiente, mas o vapor metálico é facilmente absorvido pelo sistema respiratório e se concentra no sistema nervoso central, gradualmente causando danos para o coração humano e para os rins. Combina-se facilmente com outras substâncias tornando-se então altamente tóxico. É também absorvido facilmente por plantas e animais causando sérios danos.
Em condições de alta exposição o Mercúrio é armazenado no corpo, uma vez que este esgota sua capacidade de eliminá-lo. Quanto mais acima na cadeia alimentar, maior a acumulação. Isto afeta a capacidade reprodutiva dos animais, por exemplo, os pássaros. Uma colher de chá de Mercúrio é suficiente para poluir um lago inteiro e, por causa de sua toxicidade e volatilidade, o Mercúrio não deve ser usado e deixado na Terra em sua forma inerte. O metal que já foi extraído deve ser armazenado de tal forma que não haja vazamento para o ambiente.

Metais
Consistem-se de diferentes substâncias, todas elementares e que, portanto, não podem disaparecer ou serem decompostas. Eles podem, no entanto, se combinarem com outras substâncias e, assim, adquirir diferentes características e ocasionar impactos ambientais diversos.

Metais pesados
São metais com alta densidade, como o Cádmio, Chumbo, Cobre, Mercúrio e Cromo. Na linguagem coloquial metais pesados são metais tóxicos e que tem um efeito negativo sobre o meio ambiente. Veja informação adicional sobre cada tipo de metal pesado.

OHSAS 18001

OHSAS 18001 é uma avaliação de Saúde e Segurança Ocupacionais para sistemas de gestão de saúde e segurança.  Sua intenção é ajudar as organizações a controlar os riscos de saúde e segurança ocupacionais. Ele foi desenvolvido em resposta a uma ampla demanda por uma norma reconhecida contra a qual os sistemas de gestão para segurança ocupacional possam ser avaliados. É compatível com a ISO 9001 e a ISO 14001. Cobre questões como: planejamento para identificação de perigos, controle/avaliação de riscos, gerenciamento OHS, consciência e competência, treinamento, comunicação, prevenção de emergência e resposta, avaliação de performance e aperfeiçoamento

Óxido de Nitrogênio (NOx)
O Óxido de Nitrogênio é formado durante o processo de combustão, uma vez que na queima o nitrogênio presente no ar é oxidado. Emissões de óxido de nitrogênio contribuem para a acidificação, eutroficação e "poluição", e pode causar danos diretos à vegetação.

Plásticos
É o nome genérico dado a diferentes materiais, com diferentes características, formados por longas cadeias de Carbono. O plástico é quase exclusivamente produzido a partir de Carbono fóssil, retirado do petróleo e do gás natural, misturado com outros componentes químicos. Os plásticos podem ser classificados de diferentes formas. Uma classificação são os termoplásticos, que podem ser transformados quando aquecidos, e os plásticos rígidos, que não são transformados através do calor mas ficam cada vez mais rígidos.
O impacto ambiental dos plásticos abrange desde a extração do petróleo e do gás, a sua produção e o descarte. Existem poucos estudos extensivos a respeito do impacto ambiental dos plásticos e é difícil afirmar categoricamente qual plástico seria melhor do que outros. É possível, no entanto, afirmar que certos plásticos contendo Cloro (como o PVC) são piores que outros do ponto de vista ambiental. Isto ocorre principalmente pelo fato do Cloro presente neste tipo de plásticos pode se combinar com compostos orgânicos, o que geralmente tem um efeito extremamente negativo no meio ambiente.

PCB
O PCB é uma substância de longa duração que é estranha a natureza. Até agora, a maioria dos efeitos negativos tem sido encontrado em peixes e pássaros. Como o PCB passa pelas cadeias alimentícias, ele também afeta os seres humanos. Na atualidade, todos os animais e seres humanos têm este tipo de toxina ambiental armazenado em seus corpos.

Processo fechado
O propósito deste tipo de processo é obter um nível zero de emissões; isto significa que todos os produtos residuais são usados no processo e que nenhum produto residual será descartado no ambiente. Na prática, no entanto, processo fechado significa que os produtos residuais são conduzidos de volta para o processo, mas de qualquer forma algum resíduo é produzido e acaba sendo descartado no ambiente.

PVC
O PVC (Polyvinyl Chloride)  é um plástico usado para revestimento de pisos, forros de parede, cabos elétricos e outros produtos. O PVC contém Cloro e, quando queimado, produz Ácido Hidroclorídrico e Hidrocarbonetos Clorados. Estas substâncias aumentam a quantidade de compostos organoclorados, como as Dioxinas, no solo e na água.

Reciclagem
Quando um material termina a sua vida útil e não pode ser mais utilizado em outras finalidades, podemos reciclá-lo. A reciclagem consiste no processo de reaproveitamento de matéria-prima de materiais descartados, originando um novo produto ou mesmo um produto idêntico ao reciclado, dependendo das características do material.
Atualmente são feitos dois tipos de reciclagem: a artesanal e a industrial. A reciclagem artesanal consiste na transformação do material descartado em materiais de decoração, bijuterias e outros produtos. Esta reciclagem não é muito eficiente, pois não consegue produzir em larga escala. A reciclagem industrial re-processa o material rejeitado e o transforma em novos produtos, sendo considerada o melhor tipo de reciclagem por possibilitar uma larga escala de processamento, conseguindo reprocessar boa parte dos rejeitos.
Devemos ter em mente, no entanto, que a reciclagem deve ser o último destino de um produto, pois devemos utilizá-lo ao máximo antes de descartá-lo como rejeito.

Recipiente
Recipiente é o nome dado ao recebedor das emissões, ou seja, o ar, a água ou o solo onde as emissões são descartadas.

Relatório Brundtland
É o resultado do trabalho da chamada Comissão Brundtland, realizado de 1983 a 1987. Esta comissão foi encarregada pela ONU de:
- sugerir estratégias ambientais de longo prazo, destinadas a garantir um desenvolvimento aceitável após o ano 2000;
- sugerir métodos para o desenvolvimento da colaboração entre os países, com o objetivo de produzir a melhoria das condições ambientais;
A Comissão Brundtland cunhou o termo “Desenvolvimento Sustentado”.

Retardantes de chama de Bromo
Retardantes de chama de Bromo são acrescentados ao plástico, ao material de isolamento plástico, ao plástico que embala de sistemas eletrônicos e placas de circuito impresso. Amostras do fundo do Mar Báltico revelam que os níveis de substâncias associadas ao Bromo estão aumentando rapidamente e isto pode causar um novo problema ambiental como o causado pelo PCB.

Sistemas de Gestão Ambiental (SGA)
Estão sendo utilizados cada vez mais por empresas como ferramenta para obter uma avaliação melhor do impacto ambiental de suas operações. Um sistema de eco-gerenciamento efetivo também pode ajudar a empresa a controlar e limitar seus impactos ambientais, tornando possível integrar programas ambientais com outras operações de uma forma natural. Uma empresa que usa eco-gerenciamento deve preparar uma política ambiental e objetivos ambientais, definir um programa ambiental e conduzir auditorias ambientais regulares. Veja também: EMAS e ISO 14000

Solventes
Solventes é o nome genérico de substâncias capazes de dissolver outras substâncias. Solventes orgânicos têm atraído grande preocupação, como resultado de seus riscos para a saúde e, nos últimos anos, pelos impactos que pode causar ao meio-ambiente. Isto é especialmente correto em relação às substâncias voláteis orgânicas, que podem produzir ozônio ao nível do solo, por exemplo. Benzina, xileno e tetracloroetileno são todos associados com grandes riscos para a saúde.

Taxa de afastamento por acidente
A taxa afastamento por acidente (LTIR) é calculada através da divisão do número de ocorrências de afastamentos* pelo total de horas trabalhadas (de todos os trabalhadores na unidade de registro), ou seja, 200.000 horas.

(Afastamentos* x 200.000)/Horas Trabalhadas = LTIR

Taxas de Severidade de Tempo Perdido

Taxas de Severidade de Tempo Perdido = Dias de trabalho perdidos por 200.000 horas trabalhadas

Termodinâmica
Um ramo da Física que estuda os padrões de consumo de energia e matéria em diferentes processos.
1 – o primeiro princípio da termodinâmica define que nem a energia nem a matéria podem ser criadas ou consumidas. Por outro lado, a energia pode ser transformada de uma forma em outra. A energia cinética, por exemplo, pode ser convertida em energia elétrica que, por sua vez, pode ser transformada em energia térmica.
2 – o segundo princípio da termodinâmica define que a desordem – entropia – aumenta em um sistema fechado. Expressada de outra forma, isto quer dizer que todas as coisas possuem a tendência a se decompor por se mesmo. É possível recriar a ordem a partir da desordem de forma localizada, através do fornecimento de energia, mas o problema é que isso sempre irá aumentar a desordem em algum outro ponto do sistema.

Tóxico
Significa venenoso. Substâncias diferentes têm efeitos tóxicos diferentes. Algumas, como as dioxinas, são tóxicas imediatamente e em doses muito pequenas. Outras, como os oligoelementos, são tóxicas somente em grandes doses e após longos períodos de acumulação no corpo.