Este site utiliza cookies e outras tecnologias de rastreamento para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho e funcionalidade de nossos serviços, analisar a utilização de nossos produtos e serviços, bem como para dar suporte aos nossos esforços voltados à propaganda e ao marketing.

Política de cookies   Aviso de privacidade

CENTRO DE CONHECIMENTO ESAB

Guia para solução de problemas

Problema Causa Possíveis Soluções
Trincas no centro do cordão de solda Diluição Excessiva Adicionar mais metal de adição, ou utilizar técnica que atinja um cordão de solda mais convexo. Em juntas dissimilares, checar corretamente os materiais base a fim de garantir que o metal de adição seja o correto.
Trincas aleatórias Solda muito solicitada (tensões residuais elevadas) Diminua a corrente ou a voltagem, ou aumente a velocidade de soldagem para diminuir a energia de soldagem, que causa distorções. Utilizar a técnica de step Welding, modificar o design da junta. Manter a temperatura de interpasse inferior a 150°C (300°F).
Trincas na ZTA Geralmente relacionadas aos metais base Garantir não soldar com ligas usináveis que contenham níveis altos de intermetálicos de baixo ponto de fusão.
Porosidade Proteção ineficiente do gás de proteção, umidade, presença excessiva de lubrificantes Seleção correta do gás de proteção, do fluxo de gás. Limpeza dos lubrificantes. Utilização de apoio cerâmico sem folha, pois a cola utilizada pode gerar porosidade.
Respingo Excessivo Parâmetros incorretos ou composição do arame. Cast e Helix incosistente do arame MIG. Diminuir a velocidade de alimentação do arame ou aumentar a voltagem. Correta seleção do gás de proteção, verificar possíveis pontos de umidade. Utilize arame com controle rígido de cast e helix ou remova endireitador de arame do alimentador.
Falta de fusão Design da junta, muito metal de adição, ou formação excessiva de óxidos entre os passes. Abra a junta aumentando o ângulo do bisel. Diminua a taxa de alimentação, diminuindo a velocidade de alimentação do arame ou aumentando velocidade de soldagem. Aumentar a voltagem para aumentar a fusão no metal de base. Diminuir velocidade de soldagem para facilitar a fusão apropriada na junta soldada. Ligas de Níquel podem necessitar de esmerilhamento entre os passes para remoção de óxidos de níquel de alto ponto de fusão.
Oxidação Limpeza pós soldagem insuficiente, preparação da junta utilizando plasma, posicionadores. Todas as soldas necessitam de limpeza pós soldagem. Assegure-se de que não haja contaminação de ferro proveniente da técnica de limpeza pós soldagem. Limpeza por esmerilhamento do processo de corte a plasma, para remover contaminação por nitrogênio. Evitar utilização posicionadores (fixadores), ferramentas, ou guinchos contaminados ou de aço carbono.
Distorção Aquecimento excessive da solda Diminuir energia de soldagem, utilizer pontos mais frequentes, melhorar a fixação.
Mordedura Velocidade de soldagem errada, esmerilhamento incorreto, composição química do metal base Diminuir velocidade de soldagem, utilizer metal de adição com controle de microelementos.
Arco instável Aterramento incorreto Verificar as conexões do aterramento.
Inclusão de escória Técnica de soldagem Utilize uma técnica de soldagem que facilite a escória a fluir em direção a poça de fusão.

 

Publicado em Eletrodos Revestidos , Palavras-Chave Eletrodos Revestidos

x

Encontre o Distribuidor mais próximo

x

x

Loading..